PSDC: Ideologia e ação

03.02.2016 por DC em Notícias


Compartilhar:

Em 1942 o mundo estava mergulhado em um dos conflitos armados mais sangrentos e cruéis da história da humanidade. Estava em curso a II Guerra Mundial. Nesse cenário de dor e medo nascia uma nova esperança. Nascia a Democracia Cristã como uma proposta política inovadora e promissora.

A ideia de se aplicar a filosofia de vida do cristianismo na pratica política e com isso melhorar as relações e a vida das pessoas data de muito antes desses acontecimentos, no entanto a eclosão da guerra e suas trágicas consequências, destruição, caos, dor e sofrimento, geraram uma situação na qual era necessário que as palavras de Cristo guiassem a forma de se fazer política, foi assim que Alcide de Gasperi e alguns companheiros criaram, em 1942, o PDC – Partido Democrata Cristão na Itália. Em 1945,
três anos, depois Conrad Adenauer seguia seu exemplo e fundava a União Democrata Cristã em uma Alemanha arruinada pelo conflito. Por essa mesma época Cesarino Junior também implantava em terras brasileiras o
PDC. De lá para cá, entre períodos de Democracia e Ditadura a Democracia Cristã Brasileira evoluiu e deu ao Brasil nomes como o de Franco Montoro, Janio Quadros, Queiroz Filho e, entre tantos outros, José Maria Eymael, um dos grandes artífices da atual Constituição que traz em seu Artigo Terceiro, Inciso Primeiro o modelo de sociedade a ser criada no Brasil, “Livre, Justa e Solidaria”, máxima que norteia o ideário Democrata Cristão em todo Mundo.

Destruída duas vezes, a primeira pela ditadura que vigorou no país de 1960 a 1984 e a segunda por seus próprios membros, quando da fusão da legenda com outra sigla partidária, em 1993, a Democracia Cristã
Brasileira, que não é e nunca foi um partido religioso, renasceu com a fundação em 1995 do PSDC, Partido Social Democrata Cristão, legitimo representante e herdeiro, na atualidade, dos ideais e práticas Democratas Cristãos no Brasil. Nesse ponto há de se fazer uma ressalva para um esclarecimento: embora com alguns pontos em comuns, não se deve confundir o termo “Social Democrata”, do PSDC, cujo “S” denomina um
compromisso maior com as causas sociais no país, com a vertente política ideológica da “Social Democracia”, cujas ideias e praticas pertencem a outra esfera política ideológica, e para ressaltar, falando-se em ideologia, a que tem permeado e reside nos corações e mentes de todo Democrata Cristão é o de participar e dar a sua contribuição para a construção de uma nação verdadeiramente livre, justa e solidaria, propostas essas que ecoam e encontram amplo respaldo nas palavras do próprio Cristo, acima
de tudo o grande idealizador da filosofia que norteia a existência e a pratica política da Democracia Cristã em todo o mundo.