Sergipe: Um estado Democrata Cristão

09.06.2021 por DC em Notícias


Compartilhar:

O estado de Sergipe tem 21.915,116 Km² e faz divisas com o Oceano atlântico e as vizinhas Bahia e Alagoas.
Com uma população estimada, pelo censo estadual de 2018, de 2.278,308 habitantes é o menor estado brasileiro, porém de grande importância no cenário nacional, sendo que um dos mais importantes rios, o São Francisco, corta suas terras. O Estado de Sergipe está dividido em 75 municípios, sendo sua capital a cidade de Aracaju, cuja região metropolitana inclui Barra dos Coqueiros, Nossa senhora do Socorro e São Cristóvão.
Em entrevista ao Jornalista Armando Barreto o Biólogo e Presidente Estadual da Democracia Cristã, partido que concorre as próximas eleições de 2022 com um pré-candidato próprio a Presidência da Republica, o Deputado Federal Constituinte José Maria Eymael, Airton Costa Santos falou sobre as perspectivas de crescimento da legenda no estado, o potencial econômico se Sergipe e o trabalho que vem realizando visando as eleições do ano que vem.
Airton, que não descarta concorrer ao governo do estado no próximo pleito se diz gratificado por estar ao lado de um político do kilate do Constituinte Eymael, “uma pessoa com passado integro, um nome que não está envolvido em falcatruas e denuncias”, diz.
Para ele a fidelidade à pré-candidatura de Eymael é condição “sinequanon”, para se exercer uma liderança partidária que se possa dizer “Democrata Cristã”. Candidato ao executivo estadual sergipano já em 2014, Airton foi coordenador da Central Geral dos Trabalhadores.
. Natural do Rio de Janeiro, Airton é filho de policiais federais. A família se mudou para Sergipe em 1973, após a morte da mãe. Ele conta que o avô paterno era um grande produtor e comerciante de algodão de Itabaiana. O pai tinha ido morar na capital carioca por querer outros rumos na vida. “Ele não queria trabalhar na roça e foi embora em um pau-de-arara com 14 anos”, afirma.
Em Sergipe o Presidente da DC Estadual, passou no vestibular para Ciências Biológicas na Universidade Federal de Sergipe (UFS), mas abandonou o curso por causa da política. “No decorrer do curso, me envolvi com o DCE e vi que aquilo era minha vocação. Eu queria mudar o país de alguma forma. Participei de quase todas as manifestações estudantis, desde a primeira sobre a meia passagem e o aumento do bandejão”, relembra.

Eloquente Airton ressalta que os problemas do estado ainda estão longe de serem sanados e por isso a importância da ideologia proposta pela democracia Cristã, “cristalizada no parágrafo primeiro do inciso terceiro da nossa constituição: construir uma sociedade livre, justa e solidaria, como colocou lá nosso Presidente da DC José Maria Eymael”, aponta.
O Presidente segue firme no propósito de construir uma agremiação partidária forte, que represente os anseios da população brasileira e possa contribuir de maneira clara e objetiva para “a evolução e o progresso de nossa gente”, finaliza.