A Teoria do Absurdo: supremo revoga lei sobre distribuição de tempo e recursos do fundo partidario

05.07.2016 por DC em Notícias


Compartilhar:

Em 16 de fevereiro desse ano o Presidente Nacional do PSDC, Deputado Federal Constituinte José Maria Eymael denunciava e fazia um alerta acerca do descalabro que era a proposta de lei que repassava para os novos partidos tempo de rádio e televisão e parte dos recursos do Fundo Partidário dos deputados federais
eleitos que migrassem de seus partidos de origem para essas novas agremiações partidárias.

Em artigo publicado e distribuído para os membros do congresso, “A Teoria do Absurdo”, que pode ser lido em sua íntegra em nosso site, www.psdc.org.br/noticias Eymael trazia, pautado no bom senso e na legalidade, o atraso que significava para a Democracia o prevalecimento de tal corrente de pensamento em um momento que o Brasil, mais do que nunca, necessita do fortalecimento de suas bases democráticas.

Felizmente prevaleceu à ética e a justiça e as palavras do Presidente Nacional da Democracia Cristã foram ouvidas e neste primeiro dia do mês de julho, em sessão histórica, o Supremo Tribunal Federal rejeitou por unanimidade tal proposta e esses recursos retornam agora para os partidos a que legitimamente pertencem, os que elegeram os parlamentares que, por variados motivos, mudaram suas siglas partidárias.

É a Democracia Cristã Brasileira sempre alerta lutando pelos direitos e fazendo prevalecer a justiça.

Democracia Cristã: 70 anos de Brasil!