Violência contra a mulher ainda é alta em todo Brasil

25.02.2015 por DC em Notícias


Compartilhar:

penha

Por Talita Eymael

Secretária do PSDC Mulher do Estado de São Paulo

 

“As últimas horas foram de muita violência contra a mulher na Grande Vitória.

Em menos de 24 horas, foram registrados 25 casos. As agressões

aconteceram entre a manhã do último domingo (22), e a madrugada desta

segunda-feira (23), na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher

A maior parte dos casos envolve ameaças de morte e lesões. Dentre as

ocorrências, cinco homens foram presos. Três pagaram fiança e foram

liberados…”

(Deam).

Como previsto na constituição, Artigo 5° Inciso I – Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações nos termos constitucionais.

Apesar de previsto na lei maior que rege a nação, o número de ocorrências envolvendo violência contra as mulheres tem aumentado  muito. Tratadas como inferiores e incapazes dentro do próprio lar por seus companheiros ou ex-companheiros que as chantageiam para que elas não os denunciem, as mulheres são vitimas de uma dupla violência, a física e a psicológica e mesmo quando denunciam, o homem autor do crime, paga fiança e é liberado.

O pagamento de fiança no caso da violência contra a mulher gera a impressão de impunidade perante a sociedade contribuindo para o aumento da violência que em alguns casos pode culminar com a morte da vitima.

A violência contra a mulher pode ser de natureza sexual, física, psicológica e patrimonial, sendo a psicológica, emocional ou moral, muitas vezes “sutil”, passando despercebida, porém abalando o emocional.

Tais atos não devem ficar impunes, precisamos de leis mais severas e fiscalização das medidas preventivas.

A Maria da Penha foi um avanço, porém muito ainda pode e deve ser feito para que esse crime hediondo seja erradicado, a começar pela escola que deve abordar o respeito às mulheres e as diferenças, desenraizando o preconceito e a inferioridade da mulher na sociedade.

Só assim nós mulheres, sentiremos que a lei esta sendo cumprida e que nossos direitos e nossa dignidade são respeitados.

Democracia Cristã: 70 anos de Brasil!