O Brasil perde mais um grande ícone de sua literatura

24.07.2014 por DC em Notícias


Compartilhar:

O Brasil perdeu na tarde deste quarta-feira, 23 de julho, uma de suas grande expressões artísticas. Morreu aos 87 anos o escritor e dramaturgo, Ariano Suassuna. Artista obstinado, Suassuna não media esforços para traduzir em imagens a grandeza de seu universo interior, tão pitoresco e repleto de brasilidades.

O Escritor Paraibano Ariano Suassuna.

O Escritor Paraibano Ariano Suassuna.

 

 

Fundador do movimento Armorial, que visava, sobretudo a valorização da cultura brasileira, o escritor paraibano, nascido em João Pessoa, conviveu desde sua mais tenra idade com a política e a literatura, seu pai, havia governado o estado da Paraíba no final da década de 20, sendo assassinado no Rio de Janeiro, por inimigos políticos.

Suassuna deixa um legado de grande obras e de grande frases, entre elas, talvez a mais conhecido seja “sou fã dos mentirosos e dos lunáticos, eles são os primos legítimos dos escritores”.

A Democracia Cristã brasileira rende suas homenagens a essa referencia de nossa literatura.