Entrevista do Presidente Nacional do PSDC José Maria Eymael

25.04.2013 por DC em Notícias


Compartilhar:

Presidente nacional do PSDC – Partido Social Democrata Cristão, visita Dourados nesta sexta-feira, em solenidade marcada para o Auditório da OAB, a partir das 19h30. Nesta oportunidade o ex-deputado federal constituinte José Maria Eymael fará uma explanação do crescimento da legenda em todo o território nacional e especialmente no Mato Grosso do Sul.

Defensor dos bons costumes e estadista por excelência, Eymael diz categoricamente acreditar num Brasil farto e próspero em todos os níveis sociais. Esses e outros assuntos, como criar o Ministério da Família, reforma no sistema político vigente, eleição de deputados, senadores e governadores no próximo pleito. Acompanhe

Como nasceu o Partido Social Democrata Cristão?

O PSDC foi fundado em 1995 para resgatar a Democracia Cristã no Brasil, uma vez que em 3 de abril de 1993, os dirigentes do PDC o extinguiram através da fusão com outra sigla partidária, o PDS.

Qual sua expectativa em estar pela primeira vez em Dourados nesta sexta-feira?

É muito grande. Quero abraçar meus vencedores companheiros de Dourados e conhecer essa tão importante cidade do MS. Sabemos da pujança dessa gente e queremos continuar nossa caminhada elegendo vereadores como Aguilera de Souza, primeiro indígena e primeiro vereador do nosso partido no segundo maior colégio eleitoral do Estado e também parabenizar a vereadora Virginia, eleita pelo PP, partido que formou arco de aliança conosco nas eleições passadas. Destacar o extraordinário trabalho conduzido pela Executiva Municipal, na pessoa do Geraldo Sales e toda sua equipe.

O senhor acredita em reforma política no Brasil?

Claro. Ela é absolutamente necessária para a existência de igualdade de oportunidade para todos os partidos políticos, como igual tempo de televisão e rádio.

Caso realmente ocorra a tão propalada reforma política, o PSDC corre o risco de desaparecer?

Absolutamente, não. Hoje o PSDC é um dos partidos que mais cresce no Brasil. A eleição de 19 vereadores do PSDC em 11 capitais brasileiras é uma prova inequívoca disso. Não há o que temer, aliás, estamos realmente preparados para assumir postos relevantes para o bem da população brasileira.

Conta-nos como foi a sua experiência como deputado federal constituinte?

Valeu a pena ter vivido para ser um Constituinte. Aprovei 145 propostas, a maior parte delas presentes na Constituição Federal e fazendo parte do dia a dia dos brasileiros, como o aviso prévio proporcional ao tempo de serviço e no mínimo de 30 dias.

O que o senhor espera deste encontro de sexta-feira no Auditório da OAB em Dourados?

Um grande e construtivo debate e o fortalecimento das lideranças do PSDC no MS, sob a liderança do extraordinário presidente estadual, Eliseu Amarilha, pessoa que não tem medido esforços para expandir o nome do partido em todos os quadrantes do Estado, dentre muitas outras lideranças.

Quais as projeções para as eleições 2014 em MS e em todo o Brasil?

O PSDC vai crescer muito e eleger uma forte bancada de deputados federais, inclusive com deputados federais eleitos no MS, além de dezenas de deputados estaduais, etc.

Qual a mensagem que o presidente nacional do PSDC deixa para os eleitores de MS?

Acreditem no Brasil, sejam fiéis aos seus ideais e defendam os valores da Família. A Família é tudo!

BIOGRAFIA: José Maria Eymael é casado, tem dois filhos e cinco netos. José Maria Eymael nasceu em Porto Alegre em 1939 e formou-se em direito e história natural pela PUC–RS. Advogado com especialização em Direito Tributário e empresário há três décadas. O interesse pela política começou cedo.

Eymael presidiu o Centro Acadêmico São Tomás de Aquino da Faculdade de Filosofia da PUC–RS e a Federação dos Estudantes Universitários do Rio Grande do Sul – FEUP. Em 1962 ingressou no Partido Democrata Cristão até a extinção com o Ato Institucional Número Dois, o AI-2, que extinguiu o pluripartidarismo e criou o bipartidarismo entre a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) do governo e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) da oposição.

José Maria Eymael foi deputado por diversas ocasiões. Disputou a eleição para a prefeitura de São Paulo pelo Partido Democrata Cristão (PDC). No ano seguinte foi eleito deputado federal por São Paulo e participou da Assembléia Nacional Constituinte que aprovou a Constituição brasileira de 1988. Em 1990, foi reeleito Deputado Federal.

Em 1995 José Maria Eymael junto com os setores da Democracia Cristã e do antigo PDS fundou o Partido Social Democrata Cristão (PSDC).