O deputado Neodi Oliveira (PSDC), em seu pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta terça-feira defendeu a demissão das pessoas que erraram para que a história de vida e política do Governador seja resguardada.

28.11.2012 por DC em Notícias


Compartilhar:

O deputado Neodi (PSDC) ao discursar durante sessão ordinária nesta terça-feira (27) na Assembleia Legislativa disse que se preocupa bastante com os Poderes, para que tenham uma convivência harmônica e independente, porque é isso que a Constituição determina. “Acompanhei pela mídia a denúncia do presidente da Assembleia, deputado Hermínio Coelho e falei ao governador que ele precisa dar uma resposta à sociedade”, afirmou.

Disse que o governador Confúcio Moura deve seguir o exemplo da presidenta Dilma Roulssef que demitiu sua assessora envolvida em corrupção e demitir essas pessoas do seu governo que não tem idoneidade. “Confúcio Moura teve uma história de conduta ilibada como deputado federal e duas vezes como prefeito e não acredito que esteja envolvido nesta quadrilha. Mas concordo com o presidente Hermínio que as pessoas envolvidas precisam ser punidas”, defendeu.

Disse que como deputado, já em seu terceiro mandato sempre procurou manter sua conduta com muita responsabilidade. “Temos uma responsabilidade muito grande com o Estado de Rondônia e com as pessoas que votaram em nós (deputados) e no governador na esperança de dias melhores. Até acredito na inocência do governador já que muitas vezes as pessoas que estão ao redor, não tem espelho na testa e podem não ser muito honestas. Sempre defendi o correto e nunca fui covarde. Tenho um trabalho limpo e posso discursar aqui com a cabeça erguida, porque não sou oportunista e não piso na cabeça dos outros”, frisou .

Disse ainda que já denunciou pessoas incompetentes do Governo, que são apenas puxa-sacos e colocam o governador numa situação difícil. “Quero o melhor para Rondônia. Já tivemos várias categorias que fizeram greves e tiveram nosso apoio. Queremos que nossos servidores trabalhem contente. Se ele fizer o que deve ser feito terá nosso apoio”, ressaltou.

Ao finalizar disse que o Orçamento do Estado se Deus quiser estará pronto até o dia 15 para ser votado, para que seja cumprido e beneficie todos os Poderes e possam contribuir para o governabilidade de Rondônia.

“O governador se ele colocou à disposição para quebra de sigilo dele e da esposa e espero que ele tome as providências necessárias para buscarmos o melhor para o Estado de Rondônia”, encerrou.

Em aparte, o deputado Zequinha Araújo (PMDB) disse que os deputados têm a possibilidade de amenizar a situação e recuperar a organização deste Estado. “Acho prematuro falar em CPI e temos que dialogar. Qual retorno que o Estado vai ter? Temos que ser inteligentes neste momento”, salientou.

Autor: OOBSERVADOR.COM.BR
Fonte: O NORTÃO