Amapá

26.07.2011 por DC em Notícias


Compartilhar:

DIRETÓRIO REGIONAL

  • Presidente: Raimundo Charles da Silva Marques
  • Endereço: Av.Prof. Reinaldo Damasceno, 3249-Sta.Rita- CEP: 68900-001- AP
  • Telefone: (96) 99166-0333.
  • E-mail: dep.charlesmarques@hotmail.com / valyuriarthur@hotmail.com / psdc.amapa27@hotmail.com

Dados Gerais do Estado do Amapá

Características: – Situado na região Norte do país, entre o Pará e o Amazonas, o Estado do Amapá está separado da Guiana Francesa pelo Rio Oiapoque, em cuja foz está o extremo norte da costa brasileira. Esse rio é também uma das únicas formas de acesso para o Parque Nacional do Cabo Orange, criado para resguardar uma faixa de 619 mil hectares de manguezais, campos de várzea, cerrado e floresta.

Segundo estado menos populoso do Brasil, tem a maior parte de seus habitantes na capital, Macapá , cidade cortada pela Linha do Equador. O interior do estado é marcado pela Floresta Amazônica, que cobre 80% do seu território.

O ponto alto da sua economia são as reservas de manganês da Serra do Navio. Apesar do progressivo esgotamento das jazidas, a exploração de manganês ainda responde por grande parte do PIB estadual.

O Estado do Amapá, pertencia originalmente aos espanhóis. Durante a União Ibérica entre Portugal e Espanha, a região foi doada ao português Bento Maciel Parente com o nome de Capitania da Costa do Cabo Norte. Após a assinatura do Tratado de Madri, em 1750, Portugal começou a preocupar-se com a exploração e defesa da região.

Com a construção da fortaleza de São José do Macapá, os portugueses dificultaram os ataques dos franceses. O forte levou 18 anos para ser construído e era o maior do Brasil colonial. Com a independência, em 1822, o Amapá permaneceu ligado à província do Pará e continuou enfrentando problemas de fronteira com a França. Essa questão só foi resolvida definitivamente com a arbitragem do presidente suíço Walter Hauser, em 1900.

Em 1943 o governo federal desvinculou o Amapá do estado do Pará, transformando-o em Território Federal, com capital em Macapá. Em 1946, começou a exploração das jazidas de manganês descobertas na Serra do Navio, concedidas à Indústria e Comércio de Minérios S/A (Icomi), subsidiária da norte-americana Bethlehem Steel, por um prazo de 50 anos. Nos anos 70, junto do Rio Jari, na divisa com o Pará, foi implantado o Projeto Jari, um programa extrativista e agroindustrial do empresário norte-americano Daniel Ludwig. O projeto não se consolidou e, em 1982, o empreendimento foi assumido por empresas brasileiras, lideradas pelo grupo Caemi e pelo Banco do Brasil.

Em 1988 tornou-se o Amapá. Com uma população aproximada de 300 mil habitantes, sua economia é apoiada no extrativismo mineral e vegetal e na agropecuária, na qual se destacam a exploração de madeiras nobres, o cultivo do arroz e a criação de búfalos.

Com alto índice de analfabetismo, o estado também enfrenta graves problemas sociais, principalmente na área da saúde pública, como mostram os altos índices de malária e hanseníase.

Limites: – Guiana Francesa (N); oceano Atlântico (L) e Pará (S e O)

Localização: – Nordeste da região Norte

População: – 368.367 habitantes (2006)

Número de Municípios: – 16

Área: – 142.358 km²

Altitude: – 16,5 m

Distância de Brasília: – 1.783 km

Código DDD: – 96

Divisão Administrativa: – Macapá